sábado, 19 de abril de 2008

Questões sobre Revoluções Industriais e Modelos Produtivos.

Não reparem que as questões começam no número 2. Bom feriado para todos!!
2. As afirmações a seguir apontam algumas tendências da nova lógica de localização industrial.

I. Distribuição dos estabelecimentos industriais das empresas em diferentes localidades de tradição manufatureira.
II. Separação territorial entre processo produtivo e gerenciamento empresarial com a reintegração de ambos por intermédio de redes informacionais.
III. Desconcentração da atividade industrial e emergência de novos espaços industriais, estruturando redes globalizadas.
IV Concentração territorial da indústria dependente de fontes de energia e matéria-prima.

Está correto apenas o que se afirma em
a) I e II.
b) I e III.
c) II e III.
d) II e IV
e) III e IV

3. A presença das tecnologias modernas no sistema produtivo tem produzido outras alterações na lógica de localização das atividades econômicas. Uma muito importante é a tendência do fim das vantagens obtidas com as economias de aglomeração em espaços reduzidos, tipo distritos industriais, por exemplo.
(Oliva e Giansanti - "Temas da Geografia Mundial")

Sobre o assunto, é INCORRETO afirmar:
a) A concentração industrial é causa de desvantagens para o empresariado, tais como a sobrecarga da infra-estrutura, congestionamento das vias de transportes etc.
b) A economia moderna direciona-se para a separação física entre os setores de gestão administrativa e as unidades produtivas das empresas.
c) As unidades produtivas altamente tecnologizadas, que exigem menores contingentes de mão-de-obra, permitem uma maior dispersão espacial.
d) Os setores administrativos das grandes empresas tendem a localizar-se em cidades que dispõem de facilidades para a transmissão rápida de dados.
e) As áreas tradicionalmente industrializadas tendem a aumentar a concentração, devido às facilidades de infra-estrutura oferecidas.

4. Refere-se à distribuição espacial das indústrias:

I - Alguns setores industriais, como a petroquímica, a indústria automobilística e as metalurgias, vêm sendo transferidos para áreas menos desenvolvidas.
II - As indústrias avançadas ou de ponta, a exemplo da biotecnologia e da química fina, preferencialmente vêm sendo implantadas nos países centrais.
III - As indústrias que operam com grande tonelagem de matéria-prima, como a extrativa mineral, os estaleiros navais e as siderurgias, têm sido implantadas muito mais nos países centrais que nos periféricos.

a) se apenas a afirmação I estiver correta.
b) se apenas as afirmações I e II estiverem corretas.
c) se apenas as afirmações I e III estiverem corretas.
d) se apenas as afirmações II e III estiverem corretas.
e) se todas as afirmações estiverem corretas.

5. Responder à questão com base no texto e nas afirmativas abaixo.

"O desemprego acentua a crise nas grandes cidades e se expressa no aumento da criminalidade e na formação de guetos geográficos e culturais. Ele é também fonte da instabilidade política e da descrença nas instituições partidos tradicionais que alimentam os novos grupos extremistas europeus".
(Fonte: "Panorama do Mundo", 1999)

O texto se relaciona

I. à globalização, que provocou uma movimentação mais acentuada das indústrias que necessitam de mão-de-obra para países periféricos, reduzindo o número de empregos na Europa.
II. à revolução técnico-científica, que desenvolveu a informática e a robótica, aumentando as taxas de desemprego.
III. aos grupos extremistas neoliberais, que se fecham em guetos geográficos para defenderem a permanência de latinos clandestinos em países ricos europeus.
IV. ao crescente aumento do ramo manufatureiro na Europa, que tende a aprofundar a crise do desemprego, pois este ramo necessita de menores investimentos em tecnologia.

Pela análise das afirmativas, conclui-se que somente estão corretas
a) I, II e III.
b) I e II.
c) I e III.
d) II e IV.
e) III e IV.

6. "Ainda que a indústria seja a forma através da qual a sociedade apropria-se da natureza e transforma-a, a industrialização é um processo mais amplo, que marca a chamada Idade Contemporânea, e que se caracteriza pelo predomínio da atividade industrial sobre as outras atividades econômicas. Dado o caráter urbano da produção industrial (produção essa totalmente diferenciada das atividades produtivas que se desenvolvem de forma extensiva no campo, como a agricultura e a pecuária) as cidades se tornaram sua base territorial, já que nelas se concentram capital e força de trabalho."
(SPÓSITO, M. E. B. "Capitalismo e urbanização. São Paulo: Contexto, 1988. p. 43.)

Com base no texto abaixo, assinale a alternativa correta.
a) A industrialização é um processo que ocorre somente em grandes cidades.
b) A base territorial da produção industrial são as cidades, pois nelas se concentram capital e força de trabalho.
c) As cidades da Idade Contemporânea devem sua existência exclusivamente às atividades industriais.
d) Em todas as grandes cidades da Idade Contemporânea, as atividades industriais concentram-se estrategicamente no perímetro central, junto à área de comércio.
e) A industrialização é um processo que ocorre somente nas cidades do mundo desenvolvido.

7. Relativamente às características particulares que vêm sendo assumidas pela geografia da indústria no mundo contemporâneo, afirma-se:

I) Dentre tais características destaca-se a informatização em grande escala, relacionada ao armazenamento e transmissão de informações e busca constante de novas fontes de energia.
II) A produção de novos materiais, como a cerâmica técnica combinada ao fabrico de circuitos integrados e semicondutores, constitui-se uma destas características.
III) Uma das características que se pode observar é a articulação entre a pesquisa e a tecnologia, ampliando os campos de aplicação dos conhecimentos da moderna biotecnologia e da microeletrônica.
IV) A segmentação da produção de bens e serviços em redes mundializadas, tendo como suporte os meios técnico-informacionais, constitui uma das principais características.

As afirmativas que estão corretas são as indicadas por:
a) I e II
b) I, II e IV
c) I, II, III e IV
d) I, III e IV
e) II e IV

8. O mundo vem assistindo a uma revolução no setor produtivo que tem sido chamada de terceira Revolução Industrial ou Revolução Técnico-Científica (Revolução Tecnológica). A plena inserção brasileira nesse contexto enfrenta um sério obstáculo, que é
a) a grande extensão do território nacional, encarecendo a produção tecnológica.
b) o distanciamento geográfico do Brasil em relação aos principais centros tecnológicos.
c) a incompetência tecnológica nacional no setor agrário - exportador.
d) o exagerado crescimento brasileiro no setor da indústria de consumo.
e) a limitada capacitação técnico-científica da produção nacional.

9. Com relação aos fatores locacionais da indústria, pode-se afirmar:

a) Independentemente do tipo de indústria, os fatores locacionais, em ordem crescente de importância, são a mão-de-obra, as fontes de energia e as matérias-primas.
b) A qualificação da força de trabalho foi mais importante nos setores típicos da Primeira Revolução Industrial, o que caracterizou as zonas industriais até meados do século XIX.
c) Na Segunda Revolução Industrial, as jazidas de carvão mineral condicionavam a localização das fábricas, surgindo grandes regiões industriais em torno das bacias carboníferas de Londres e do Reno/Ruhr.
d) O mercado consumidor é um dos fatores determinantes da localização da indústria, o que explica a ligação histórica entre o fenômeno industrial e as concentrações urbanas.
e) Em virtude dos avanços tecnológicos, a indústria contemporânea já pode prescindir das redes de transportes e comunicações, o que explica o atual processo de desconcentração espacial.

10. A industrialização nos países do chamado Primeiro Mundo, os países capitalistas economicamente desenvolvidos, entrou, nas últimas décadas do século XX, em uma fase conhecida como Terceira Revolução Industrial. No que se refere à utilização de fontes de energia para a produção econômica nessa nova fase de industrialização, é CORRETO afirmar que:
a) o carvão mineral é a principal fonte de energia da atualidade, em função da importância das máquinas a vapor.
b) a única fonte de energia da atualidade é a nuclear, por causa da importância da indústria automobilística.
c) a utilização de qualquer fonte de energia tende a ser abandonada, a despeito da atual importância do petróleo, a fim de se evitar danos ambientais.
d) a utilização de fontes de energia renováveis e menos poluidoras tende a prevalecer, apesar de ser ainda muito grande a importância do petróleo para o desenvolvimento industrial.
e) a utilização do carvão vegetal tende a tornar-se predominante, pois é hoje cada vez maior a consciência da necessidade de proteger o meio ambiente.

11. "Não faz muito tempo, ela era tida como a menina dos olhos do milagre econômico depois da Segunda Guerra Mundial, como pilar do emprego e do mercado de trabalho ou mesmo como matriz de um novo modo de vida: a indústria automobilística sempre foi muito mais que uma simples indústria entre outras. Ela representou, pura e simplesmente, o paradigma da cultura capitalista da combustão".
Robert Kurz - "Folha de São Paulo" / 2001.
O texto apresenta algumas reflexões sobre o papel da indústria automobilística no desenvolvimento do capitalismo. São fatores que contribuíram para a redução da importância dessa indústria na era pós-fordista:
a) a padronização da produção e a contínua necessidade de ampliação da infra-estrutura em regiões densamente povoadas
b) a saturação física das cidades, que não comportam mais o aumento do número de veículos, e os movimentos sindicais fortalecidos
c) a introdução do consumo de massa e o custo ambiental decorrente da tecnologia do motor de combustão
d) a racionalização e automação da produção e a modernização dos transportes ferroviários
e) a diminuição drástica dos postos de trabalho no setor e as perspectivas futuras de exploração dos combustíveis fósseis

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES.
MODELOS PRODUTIVOS
(da 2 Revolução Industrial à Revolução Técnico-científica)

TAYLORISMO
- separação do trabalho por tarefas e níveis hierárquicos
- racionalização da produção
- controle do tempo
- estabelecimento de níveis mínimos de produtividade

FORDISMO
- produção e consumo em massa
- extrema especialização do trabalho
- rígida padronização da produção
- linha de montagem

PÓS-FORDISMO
- estratégias de produção e consumo em escala planetária
- valorização da pesquisa científica
- desenvolvimento de novas tecnologias
- flexibilização dos contratos de trabalho

12. Pelas características dos modelos produtivos do momento da 2 Revolução Industrial, é possível afirmar que o fordismo absorveu certos aspectos do taylorismo, incorporando novas características. Essa afirmação se justifica, dentre outras razões, porque os objetivos do fordismo, principalmente, pressupunham:
a) elevada qualificação intelectual do trabalhador ligada ao controle de tarefas sofisticadas
b) altos ganhos de produtividade vinculados a estratégias flexíveis de divisão do trabalho na linha de montagem
c) redução do custo da produção associada às potencialidades de consumo dos próprios operários das fábricas
d) máxima utilização do tempo de trabalho do operário relacionada à despreocupação com os contratos trabalhistas


13. A posição central ocupada pela técnica é fundamental para explicar a atual fase do capitalismo em que se insere o pós-fordismo.
Esta nova forma de organização da produção promove o seguinte conjunto de conseqüências:

a) . retração do setor de comércio e prestação de serviços. ampliação de um mercado consumidor seletivo, diversificado e sofisticado
b) . intensificação das estratégias de produção e consumo em nível internacional. redução do fluxo de informação e dos veículos de propaganda
c) . redução da distância entre os estabelecimentos industriais e comerciais. acelerado ritmo de inovações do produto com mercados pouco especializados .
d) . crescente terceirização das atividades de apoio à produção e à distribuição. elevados níveis de concentração de capitais com formação de conglomerados


14. Sobre a Segunda Revolução Industrial é INCORRETO afirmar que:
a) implementou nas indústrias as linhas de montagens, esteiras rolantes e o método de racionalização da produção em massa, chamado de fordismo.
b) possibilitou o desenvolvimento de grandes indústrias e concentrações econômicas, que culminaram nos "holdings", trustes e cartéis.
c) a utilização da energia elétrica e do petróleo possibilitaram a intensificação do desenvolvimento tecnológico, permitindo a sua produção em grande escala.
d) estabeleceu uma nova e acirrada disputa entre as grandes potências industriais que buscavam o aumento de seus lucros e uma saída para seus excedentes de produção e capitais.
e) caracterizou-se pelos avanços ultra-rápidos, que resultaram na obsolescência também veloz especialmente na microeletrônica, na robótica industrial, na química fina e na biotecnologia.

15. Em relação à Segunda Revolução Industrial (a partir de 1860) pode-se afirmar que a forma de produção em série (fordismo e taylorismo) propiciou
a) o surgimento de grandes indústrias e a geração de grandes concentrações econômicas que culminaram nos "holdings", trustes e cartéis.
b) a mecanização do setor metalúrgico, impulsionando a produção automotiva e a modernização e expansão dos transportes.
c) o desaparecimento dos pequenos proprietários rurais e a integração do trabalho do campo ao sistema capitalista desenvolvido.
d) a implantação definitiva das relações capitalistas ao desviar a acumulação de capitais da atividade comercial para o setor de produção.
e) o aparecimento de associações de operários em organizações trabalhistas com o fim de promover a destruição das máquinas.

16. "A divisão do trabalho e a mecanização complementam-se e reforçam-se mutuamente. (...) somente com a introdução da maquinaria, com seu ritmo constante, é possível realizar o sonho - ou o pesadelo - de uma administração exata do tempo e dos movimentos do operário, sem a onerosa necessidade de colocar um capataz e um cronometrador atrás de cada um."

ENGUITA, Mariano F. "Tecnologia e sociedade: a ideologia da racionalidade técnica, a organização do trabalho e a educação". In: SILVA, Tomaz T. da (org.) "Trabalho, Educação e Prática Social." Porto Alegre: Artes Médicas, 1991. p.235.

Tomando como referência a citação acima, podemos afirmar que

I - o Taylorismo, concepção produtivista desenvolvida por Frederick Taylor nos Estados Unidos, entre o final do século XIX e início do século XX, tinha como características o controle sobre os gestos e comportamentos do trabalhador, com o intuito de evitar o "desperdício de tempo" e a decomposição da produção em movimentos monótonos, causando tédio e idiotização do trabalhador.
II - o Fordismo, desenvolvido por Henry Ford, seguiu a trilha aberta por Taylor ao utilizar a linha de montagem na fabricação em massa de automóveis, ao fixar o operário em um mesmo posto, subordinando-o à máquina.
III - no mundo contemporâneo, a chamada "desindustrialização" - processo de utilização da microeletrônica para a criação de novos postos de trabalho - substituiu os antigos robôs, provocando a diminuição do desemprego, melhorando a distribuição de renda em países emergentes como o Brasil, e criando novas oportunidades de lazer aos trabalhadores.

Assinale
a) se apenas I e II são corretas.
b) se apenas I é correta.
c) se apenas II é correta.
d) se apenas II e III são corretas.
e) se todas são corretas.

17 comentários:

wilma disse...

gostaria de ver as questoes e os gabaritos de todos trabalhos sobre geografia.são ótimos.Apesar de ser da área de portugues,sou apaixonada por geografia e historia.mande para o meu blog:wilma@arantes.com

Lazarara disse...

OLÁ, PARABÉNS POR ESTE EXCELENTE BLOG. SE FOR POSSÍVEL GOSTARIA DOS GABARITOS DE TODOS OS EXERCÍCIOS RELACIONADOS A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL, obrigada. mande-me por este E-MAIL- lazaraferreira@hotmail.com

Rafael Coelho disse...

Lazara, obrigado pelo comentário. Os gabaritos estão no post acima das questões. É só começar a conferir a partir da questão 2. Forte abraço!

Jéssica disse...

Rafael eu gostaria do gabarito dessas questoes e tento ver e nao consigo manda no meu email pra mim..
jessica-gata10@hotmail.com
Obrigada!

Caroline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caroline disse...

Eu tb gostaria do gabarito dessas questões, tento ver mais não consigo!
Se tiver como mandar no meu e-mail:
carolinemorielle@hotmail.com
Mto Obrigada :)

claudineia disse...

ADOREI AS QESTÕES SOBRE Rev. Industrial. Por favor, envie o gabarito p mim. Obrigada

Nathália disse...

Ótimo blog, já tirei diversos exercícios para minhas aulas Parabéns ao Rafael e realmente espero que sempre tenham essas questôes para consultarmos e nos ajudar sempre!!!

Priscilla Grasso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Priscilla Grasso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
prof samantha disse...

eu adorei as questoes vc poderia mandar as respostas para o meu email?
costasam74@hotmail.com

Elisabetta disse...

Boa noite. Parabens pelo belo trabalho. Muito nos ajuda e nos ensina. Não con segui visualizar o gabarito. seria possível enviá-lo para meu e-mail?

Muito obrigada e sucesso

ELISABETTA

°CNS° disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
°CNS° disse...

Gostaria dos gabaritos das questoes sobre Revolução industrial e Modelos produtivos
Enviar para ruan_marcos96@hotmail.com

Caroline Reis Costa disse...

Olá gostaria de receber o gabarito
deboracosta_geo@hotmail.com

obrigada!!

Renata Hermano disse...

Olá, gostaria de receber o gabarito
renata.sah@gmail.com
Obrigada!

Renata Hermano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.